Mastopexia levanta mamas com flacidez e queda acentuada

13o. para realizar a cirurgia plastica

Com o passar dos anos, o corpo sofre alterações que, muitas vezes, não deixam as mulheres confortáveis em seus próprios corpos. Uma das mudanças é a queda acentuada da mama que acompanha certo grau de flacidez. Esse problema ocorre normalmente devido ao envelhecimento, grandes variações de peso ou pela amamentação.

Independente de quais fatores, combinados ou não, resultaram na queda da mama, a situação não precisa se tornar um pesadelo sem fim e muito menos um fator para desencadear a baixa autoestima.

A cirurgia plástica, nesses casos, possui procedimentos como a Mastopexia que atuam diretamente no problema e tem como principal objetivo reverter a queda da mama (ptose mamária) para que esta seja reposicionada e elevada à posição original. Dessa forma, é possível devolver certo grau de firmeza às mamas da paciente.

Uso de implantes de silicone

Para a realização da Mastopexia, a paciente, em conjunto com o cirurgião plástico, pode optar pelo uso de implantes de silicone ou não. Essa decisão se dá pela quantidade de tecido mamário presente, pois existem casos em que os seios  precisam ser preenchidos pelo silicone para que a firmeza e sustentação seja devolvida.

Nos casos em que o silicone não será necessário, é feito apenas a retirada do excesso de pele e o reposicionamento do tecido glandular mamário para que seja possível dar um novo contorno para as mamas.

Onde ficam as cicatrizes

As cicatrizes variam de acordo com o tamanho e grau de queda das mamas a serem operadas e podem ter o formato de “T” invertido, de “L”, de “I” ou ainda periareolar (em torno da aréola da mama), ficando relativamente escondidas. Seja qual for o formato, sempre haverá uma cicatriz ao redor da aréola, que ficará disfarçada pela diferença de cor entre ela e a pele normal.

são feitas incisões ao redor das auréolas e que podem se estender em uma linha vertical que sai da aréola e vai em direção a base do seio. Nesses locais ficam as cicatrizes da Mastopexia, que podem ficar imperceptíveis com o passar do tempo e se forem seguidas as devidas orientações durante o período pós-operatório.

Pré-operatório

Para a realização desse procedimento, o cirurgião plástico deve pedir uma série de exames-padrão, como hemograma completo e avaliação da coagulação do sangue. Além disso, recomenda-se que seja feita uma avaliação da mama para a verificação de cistos ou nódulos anteriores a cirurgia por meio de exames de ultrassom e mamografia.

A realização desses exames tem como objetivo detectar possíveis lesões ou alterações na mama.