O que é alectomia e como é o pré e pós operatório da cirurgia plástica

A alectomia é uma cirurgia plástica feita no nariz, porém, difere da rinoplastia, por alterar apenas as asas nasais. Pode ser recomendada para homens e mulheres que não se sentem bem com a abertura nasal e desejam diminuí-la.

O procedimento é definitivo e visa reduzir as asas nasais, porção de pele e cartilagem localizadas na parte superior e lateral do nariz. Como não é reversível, é importante conversar com o cirurgião plástico sobre expectativas e a necessidade da cirurgia.

Existem riscos?

Todo procedimento cirúrgico apresenta riscos, porém, no caso da alectomia, por mexer com a anatomia do nariz, é preciso uma indicação precisa. Muito além dos prejuízos estéticos, há a questão da dificuldade de respirar, por isso, profissional e paciente precisam conversar sobre a cirurgia.

Quando observado o excesso de cartilagem na asa nasal, a alectomia pode ser indicada, mas, antes, serão observados outros aspectos do nariz. Quem tem ponta mais espessa, por exemplo, pode ficar com a abertura nasal estrangulada e apresentar um resultado estético diferente do esperado.

Além disso, o nariz é como um triângulo, ao diminuir a lateral, pode acontecer um aumento da ponta. Com isso, antes de realizar a cirurgia é muito importante respeitar as características étnicas do paciente e suas peculiaridades.

Pré-operatório

O pré-operatório começa com uma entrevista. A ideia é analisar e alinhar o desejo do paciente para permitir ao cirurgião entender suas expectativas. Também são solicitados exames comuns antes de um procedimento cirúrgico, como de sangue, de urina e dos seios da face. Estes visam detectar inflamações e infecções.

Caso esteja tudo ok, a cirurgia é agendada e o paciente recebe orientações de cuidados básicos. Além disso, deve manter uma alimentação mais saudável, evitar o álcool, o cigarro, comidas muito salgadas e gordurosas.

Pós-operatório

No pós-operatório o paciente precisa cuidar das cicatrizes, fazer troca de curativos, usar medicamentos anti-inflamatórios e antibióticos e passar por avaliação da função respiratória. Este último é muito importante para evitar complicações e verificar se o resultado não interfere na respiração da pessoa.

Também existem os exames de acompanhamento, que irão analisar a presença de infecções. No mais, é preciso continuar com uma alimentação equilibrada, sem gorduras trans, não consumir bebidas alcoólicas e tabaco. É indicado beber mais líquidos, como água, sucos e chás, para evitar o inchaço. Quanto às atividades físicas, o melhor é sempre consultar o cirurgião sobre o melhor momento para retomá-las.

Diferença da alectomia para a rinoplastia

A rinoplastia consiste em um conjunto de técnicas cirúrgicas para correção estética e funcional do nariz, pode aumentar, diminuir, dar projeção e até mexer no calo do nariz. Dentre estas técnicas se encontra a alectomia, na qual o cirurgião altera o tamanho das asas nasais.

Além das duas opções cirúrgicas, há também a rinomodelação, não invasiva, para disfarçar alguns aspectos incômodos no nariz.

Você já conhecia a alectomia? Agende uma consulta para analisar a necessidade da cirurgia e tirar todas as suas dúvidas. Ambos os procedimentos vão te ajudar a elevar sua autoestima e se sentir ainda melhor consigo mesmo.