MASTOPEXIA

É uma das mais comuns, entre as operações plásticas, sendo indicada para melhorar o aspecto estético das mamas.

Frequentemente, mulheres que já passaram por gestações e amamentação, tendem a apresentar flacidez global das mamas bem como posição baixa da aréola. Outro fator fortemente predisponente para ptose mamária (queda das mamas) é a perda acentuada de peso. A Mastopexia é um procedimento destinado a corrigir essas alterações.  Durante a operação, o cirurgião retira o excesso de pele das mamas e posiciona a aréola superiormente, “montando” novamente as mamas de forma mais agradável e harmoniosa.

 

Anestesia

Normalmente é utilizada a anestesia peridural. Em casos especiais, e a critério do cirurgião e anestesista, pode-se empregar anestesia geral ou local com sedação assistida. Há possibilidade de que a escolha seja feita pela paciente, todavia com prévia ponderação de sua conveniência com a equipe cirúrgica e anestésica

Operação

O tempo da operação vai depender do tipo da mama a ser operada. A média é de 3 horas.

Ptose Mamária

A queda das mamas (ptose mamária) é definida e graduada conforme a posição dos mamilos em relação ao sulco inframamário.

Associação com implantes mamários

Nos casos de pacientes com mamas pequenas ou que desejam mamas maiores pode ser realizada a inclusão de implante mamário (Mamoplastia de Aumento) associada à Mastopexia.

As próteses mamárias também podem ser utilizadas em casos de pacientes que não desejam aumento e querem manter o volume mamário original, porém querem ter mamas mais firmes e arredondadas, com polos superiores mais “cheios”. Nesta situação, o cirurgião reduz as mamas transitoriamente durante o procedimento e substitui o tecido mamário retirado por próteses de silicone.

Associação com Lipoenxertia

A gordura lipoaspirada, tanto das regiões vizinhas quanto de regiões distantes das mamas, após preparo específico e conforme indicação, poderá ser enxertada nas mamas, para aumento sem implantes ou para um melhor contorno além do proporcionado pelos implantes isoladamente.

Uma queixa comum em mulheres que desejam aumento mamário é a distância excessiva entre as mamas, com aspecto de “mamas separadas”. Tal aspecto não é possível de ser corrigido com o posicionamento medial dos implantes, pois isso faria com que ficassem descentralizados em relação às aréolas, ocasionando um resultado estético indesejável.

Uma solução eficaz para o problema é o enxerto de gordura nas porções mediais das mamas, diminuindo a distância entre elas.

Posição e tipo das cicatrizes

As cicatrizes variam de acordo com o tamanho e grau de queda (ptose) das mamas a serem operadas e podem ter o formato de “T”, de “I”, ou ainda ser peri-areolar (em torno da aréola da mama). As cicatrizes ficarão relativamente escondidas. Sempre haverá uma cicatriz ao redor da aréola, que ficará disfarçada pela diferença de cor entre a aréola e a pele normal.

 

Cicatriz Peri-areolar

Cicatriz em I

Cicatriz em T

Período de internação

No caso de anestesia local com sedação assistida não há necessidade de internação hospitalar. No caso de anestesia peridural ou geral a paciente deverá ficar internada cerca de 12 a 24 horas.

Normalmente a operação é pouco dolorosa, sendo essas dores facilmente combatidas com analgésicos comuns.

 Posição, consistência e forma

 Com a cirurgia, não só as mamas são elevadas, como podem ser melhoradas a sua consistência e forma, tudo obedecendo à norma de harmonia em relação ao físico da paciente, como um todo.

 Período de Recuperação

É variável de pessoa para pessoa, mas em média, gira em torno de 7 a 15 dias. A partir daí a paciente começa a ter condições para trabalhar, ainda que com restrições.

Uso de sutiã modelador

O uso do sutiã modelador, em caso de Mastopexia, é ininterrupto, já que tem como função moldar e conter a mama recém-operada. Deverá ser usado por pelo menos 2 meses após a cirurgia.

Retirada dos pontos

Em média, do 7º ao 21º dia.

Banho completo

Geralmente depois de decorridos 2 ou 3 dias da cirurgia. Contudo, alguns casos poderão necessitar cuidados especiais sobre a área operada, sendo então recomendado evitar o umedecimento do local por 7 dias. Aconselhável acompanhante.

Retorno às atividades esportivas

 Pacientes submetidas a Mastopexia podem retornar às atividades esportivas depois de decorridos 30 dias da cirurgia, porém só estarão liberadas para exercícios que utilizem os membros superiores ou músculos peitorais após 90 dias.

Uma nova gravidez  

Caso ocorra, o bom resultado da Mastopexia pode ser preservado pelo controle de peso durante a gestação. Quanto à capacidade de lactação, em caso de pouca redução do parênquima mamário (maioria das Mastopexias) costuma ser possível.